A CANÇAO DA COPA DO MUNDO NO BRASIL

AS AUTORIDADES NO PALCO FUMAM CHARUTOS
ENQUANTO A BANDA TOCA O HINO NACIONAL.
OS JOGADORES AQUECEM NO CAMPO DE BATALHA,
CRUZAM MIRADAS DESAFIANTES CO RIVAL.
ACIMA, A ARQUIBANCADA ESTÁ COMEMORANDO,
QUER LEVAR A SUA EQUIPE Á VITÓRIA FINAL.
A MELLOR TORCIDA, QUE SEMPRE ANIMA,
ANIMA A SELECÇAO NACIONAL.
MAS AO LADO, NA FAVELA A CRIANÇA ESTÁ COM FOME,
E O FUTEBOL NON DA DE COMER.

ILÉ AYÉ, ILÉ AYÉ CHE CHECHERECHÉ
BATE NA BOLA COM A PONTA DO PÉ,
COMO FAZ O GOVERNO COM OS NOSSOS TRASEIROS
E A UPP POLÍCIA TAMBÉN. X2

AS CRIANÇAS CRESCEM COM MÁS VALOR QUE VALORES,
ENQUANTO NO MARACANÁ COMEÇAN A CAER OS GOLES,
POR ESCOLA TÊM A RUA, POR MESTRA UMA PISTOLA,
DRIBLANDO Á MORTE ENTRE DISPAROS E CRACK.
E ASSIM O SICÁRIO MATA, O ATACANTE REMATA
E PASSA A VIDA OU A VIDA NÂO PASSA
NESTA NAÇÂO EMERGENTE SOMENTE PARA ALGUMA GENTE.
SOU PROSTITUTA MÁS EU ESTOU FELIZ.

ILÉ AYÉ, ILÉ AYÉ, CHE CHECHERECHÉ…

PONTA-DE-LANÇA, RECADEIRO, VIGILANTE OU GOLEIRO,
VAPOR, SOLDADO, PROSTITUTA OU ZAGUEIRO,
VOLANTE, SICÁRIO, LATERAL OU RATONEIRO,
PARA CHEGAR A GERENTE DE LOCAL.

ILÉ AYÉ, ILÉ AYÉ, CHE CHECHERECHÉ…
O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO.
E FICOU TUDO POR ISSO MESMO.

Cachelo: voces